Portuguese English Spanish
Entrar

Entrar

Faça seu login
ou use sua conta
Lembrar-me

Create an account

Campos marcados com * são obrigatórios
Nome (*)
Nome de usuário (*)
Senha (*)
Confirmação de senha (*)
Email (*)
Confirmação de email (*)
BUSCA

Livro infantil ressalta a importância da preservação das águas subterrâneas

“Clara e as águas invisíveis” trata, através da imaginação e de maneira pedagógica, das águas existentes no subsolo: os aquíferos. Arquivo/Divulgação – Luciana Cordeiro de Souza
Com o objetivo de orientar os sobrinhos sobre a preservação dos recursos hídricos e do meio ambiente, a professora e advogada Luciana Cordeiro de Souza deu início a produção de um ciclo de histórias relacionadas ao tema, direcionadas à crianças e adolescentes.

Após o lançamento de “Clara: uma gotinha d’água” e “Clara e a reciclagem”, a nova empreitada da professora trata especificamente da preservação das águas presentes no subsolo (“Clara e as águas invisíveis”). Segundo Luciana, a ideia foi abordar principalmente a importância dos aquíferos:

“Ensina as crianças da existência de água no subsolo, através do ciclo hidrológico, onde toda a água que está na atmosfera, e depois da chuva, infiltra no solo e preenche os aquíferos. Então é bem bonitinho. Ensina o que é um aquífero, comenta que há dois grandes aquíferos no Brasil: o Aquífero Guarani, que é compartilhado com outros países, e o Aquífero Alter do Chão, no Norte do país. E ao falar das águas subterrâneas se fala muito na proteção do solo e que o poço deve ser bem construído, que é uma coisa muito importante”.
O primeiro lançamento “Clara: uma gotinha d'água” introduzia o assunto preservação dos recursos hídricos, através dos “Guardiões da Água” - Arquivo/Divulgação – Luciana Cordeiro de Souza.

A professora e advogada comenta que a observação das ações de seus sobrinhos foi o principal motivo que a levou escrever sobre o tema Água.

“Em 2003 eu escrevi doze histórias para os meus sobrinhos, quando eles eram pequenos. E cada uma trata de um tema. Na época eu fazia Doutorado, e a minha tese foi sobre águas subterrâneas. Então eu comecei primeiro trazendo a Clara, a gota d'água se transformando em menina para explicar o ciclo hidrológico (que foi o primeiro livro). O segundo livro, em razão até de situações que eu vivenciava com as crianças, quando eles ficavam comigo, estavam bebendo água na garrafa pet e falavam que aquilo era lixo, que não valia nada. Era uma coisinha que um deles estava falando e aí eu criei o segundo livro, que fala sobre reciclagem e mostra e explica o que é lixo e o que é resíduo, o que pode ser usado como matéria-prima para outro produto. E a garrafa pet, onde a gente armazena água para ser vendida, a dita água mineral, pode ser transformada. E no fim desse segundo livro, mostra a garrafa se transformando em camiseta. Então passando por aquele processo: lavar e picar a garrafa pet; fazer os flakes, do flake o fio e do fio a costura do tecido e a costura da camiseta”.


Para tratar da diferença entre resíduo e lixo, Luciana lança “Clara e a reciclagem”, que indiretamente tem relação com a água - Arquivo/Divulgação – Luciana Cordeiro de Souza.

A autora agora busca parcerias para a captação de recursos visando uma nova produção. Em “Clara e a água do dia a dia”, ela pretende abordar a relação entre água e o corpo humano.

Escrito por Yan Gilberto com a supervisão de Vacy Alvaro.
Última modificação em Quarta, 30 Novembro 2016 12:23
Avalie este item
(0 votos)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Voltar ao Topo
 
Centro Internacional de Hidroinformática | Parque Tecnológico Itaipu   Mantenedores   Desenvolvido por:
Av. Presidente Neves, 6731 | CEP 85.867-900
Foz do Iguaçu | Paraná | Brasil
+55 45 3576-7038
   
  • Todos os Direitos Reservados