Portuguese English Spanish
Entrar

Entrar

Faça seu login
ou use sua conta
Lembrar-me

Create an account

Campos marcados com * são obrigatórios
Nome (*)
Nome de usuário (*)
Senha (*)
Confirmação de senha (*)
Email (*)
Confirmação de email (*)
BUSCA

Centro integrado traz maior agilidade no combate aos incêndios florestais no Brasil

Foto/ Reprodução: Ibama
Segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), em 2016 foram registrados quase 190 mil (188.442) focos de queimadas e incêndios florestais no Brasil. Além de contribuírem para o aquecimento global - por conta do aumento das emissões de gases de efeito estufa - as queimadas também afetam diretamente a qualidade de vida e o meio ambiente, que sofre pela desertificação e a perda da biodiversidade.


Comparação anual do total de incêndios florestais no Brasil. Em 2004, o país registrou 270.384 focos ativos. O maior pico desde o início do monitoramento. Fonte: Programa Queimadas - Inpe. Foto/Reprodução: Ibama.

Para contribuir no combate ágil aos incêndios florestais ocorridos no País, em 2010 foi criado o Centro Integrado Multiagências de Coordenação Operacional Nacional (Ciman). O centro é coordenado pelo Ibama e agora reconhecido oficialmente pelo Governo Federal, o que permite estender as atividades para outros órgãos públicos ou privados.

O chefe do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo), Gabriel Zacarias, explica como funciona a iniciativa:

“Ele (o Ciman) é uma ferramenta que o Governo Federal e alguns estados também têm utilizado para agilizar a resposta e, consequentemente, diminuir o tempo de combate aos incêndios, porque quando você chega mais cedo no combate, menor é o fogo. Então é mais fácil e você vai terminá-lo em um área menor. Então é uma resposta a comunidade para que a gente possa ter uma melhor qualidade ambiental, uma melhor qualidade de vida para aqueles que vivem no entorno das áreas que queimam. É uma iniciativa que já é realizada desde 2010 e que agora foi instituído pela Presidência da República, o que dá mais força e envolve mais instituições nesse debate.”

 
Foto/Reprodução: Ciman

Para contribuir na rápida interação nas trocas de informações entre as brigadas, além de mostrar transparência e promover o acesso à população das ações que estão sendo desempenhadas pelo centro foi criado o Ciman Virtual. A plataforma online permite o monitoramento em tempo real.

“A plataforma online sinaliza em tempo real informações de focos de calor e as operações de combate são em tempo real durante a ocorrência das operações. Se hoje você entrar no site, não vai ter nenhuma operação cadastrada porque não está acontecendo nenhuma operação de combate a incêndios florestais atualmente. Nos períodos de setembro e outubro você tinha atualizações quase que diárias dessas operações. Só não eram diárias quando por restrições locais você não conseguia receber informações mais atualizadas, ou mesmo quando não tinham informações significativas. Mas a gente tenta sempre manter atualizado com fotos, com mapas, mapas de áreas queimadas determinando a área o local e tudo mais.”


Ciman Virtual mostra, em tempo real, quantidade de focos ativos de incêndio no país. Foto/Reprodução: Ciman


Para saber mais sobre o projeto, acesse o site do Ciman Virtual (queimadas.dgi.inpe.br/ciman) ou o site (prevfogo.pr.gov.br).



Escrito por Yan Gilberto com a supervisão de Vacy Alvaro.



Última modificação em Quinta, 12 Janeiro 2017 16:08
Avalie este item
(0 votos)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Voltar ao Topo
 
Centro Internacional de Hidroinformática | Parque Tecnológico Itaipu   Mantenedores   Desenvolvido por:
Av. Presidente Neves, 6731 | CEP 85.867-900
Foz do Iguaçu | Paraná | Brasil
+55 45 3576-7038
   
Termos de Compromisso  |  Política Privacidade  |  Creative Commons 2014 • Todos os Direitos Reservados