Portuguese English Spanish
Entrar

Entrar

Faça seu login
ou use sua conta
Lembrar-me

Create an account

Campos marcados com * são obrigatórios
Nome (*)
Nome de usuário (*)
Senha (*)
Confirmação de senha (*)
Email (*)
Confirmação de email (*)
BUSCA

Embrapa apresenta nota técnica sobre tecnologias para destinação de animais mortos

Da esq. para a dir.: Everton Kabbe, pesquisador da Embrapa; a chefe regional do IAP em Toledo, Maria Glória Pozzobon e o superintendente da Assessoria de Energias Renováveis de Itaipu, Herlon Goelzer de Almeida
Durante o Show Rural Coopavel 2017, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) entregou a nota técnica “Tecnologias para Destinação de Animais Mortos na Granja”. O documento, elaborado a pedido do Programa Oeste em Desenvolvimento (POD), foi repassado para a chefe regional do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) em Toledo, Maria Glória Pozzobon.

Atualmente, não existe no Brasil uma legislação específica que trate da destinação de animais mortos ao longo das cadeias produtivas, sendo proibida apenas a remoção das carcaças das propriedades. O estudo contém orientações sobre como utilizar cada equipamento disponível no mercado.



A produção média de uma propriedade do Oeste é de mil animais a cada 120 dias. Deste total, 30 morrem. Uma das práticas mais utilizadas é a compostagem. Entretanto, nem sempre a técnica é realizada da forma correta e a maioria dos equipamentos para auxiliar no processo não têm licenciamento do IAP.




O pesquisador Everton Krabbe, líder do projeto TEC-DAM (Tecnologias para Destinação de Animais Mortos) da Embrapa Suínos e Aves, faz um panorama sobre o entrave. 





Everton Krabbe, pesquisador da Embrapa Suínos e Aves, durante palestra sobre destinação de animais mortos, no Show Rural 2017.

Entre as soluções tecnológicas avaliadas pela Embrapa estão compostagem de carcaças inteiras de bovinos e também equipamentos de trituração de carcaças, buscando novas soluções para os pequenos produtores com animais de médio e grande porte. Em breve, também estará disponível uma calculadora para dimensionamento e formulação das unidades de compostagem, visando auxiliar produtores e técnicos no planejamento da propriedade rural.




Para escalas de produção maiores outras soluções tecnológicas já estão sendo validadas para serem implantadas e operadas dentro dos limites da propriedade rural, destacando-se a compostagem acelerada, a desidratação e a biodigestão anaeróbia.


O promotor de Justiça do município de Toledo, Giovani Ferri, afirmou que existem constatações de descaminho de carcaça para, inclusive, alimentação humana. Situação extremamente preocupante quando se trata de sanidade. 

A nota técnica pode ser acessada no link








Última modificação em Terça, 07 Fevereiro 2017 01:26
Avalie este item
(0 votos)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Voltar ao Topo
 
Centro Internacional de Hidroinformática | Parque Tecnológico Itaipu   Mantenedores   Desenvolvido por:
Av. Presidente Neves, 6731 | CEP 85.867-900
Foz do Iguaçu | Paraná | Brasil
+55 45 3576-7038
   
  • Todos os Direitos Reservados