Portuguese English Spanish
Entrar

Entrar

Faça seu login
ou use sua conta
Lembrar-me

Create an account

Campos marcados com * são obrigatórios
Nome (*)
Nome de usuário (*)
Senha (*)
Confirmação de senha (*)
Email (*)
Confirmação de email (*)
BUSCA

Os desafios do Brasil rumo ao Fórum Mundial da Água 2018

O Brasil será em março de 2018 o primeiro país da América Latina a receber o maior evento global sobre a água, para o qual são esperados cerca de 30 mil representantes de mais de 100 países: o Fórum Mundial da Água - 8h World Water Forum. A Web Rádio Água lançou, no Dia Mundial da Água, 22 de março, uma série de 13 entrevistas com especialistas de diversas áreas para mostrar os principais desafios de nosso país. Confira:


“Brasil terá um legado importante”, destaca Benedito Braga sobre o Fórum Mundial da Água
Na entrevista especial, o atual presidente do Conselho Mundial da Água, principal organismo internacional relacionado ao tema, fala sobre as principais lições aprendidas nos períodos mais nebulosos, mas é otimista e acredita que o Fórum Mundial da Água irá deixar um legado importante para o Brasil.


“As boas práticas com os recursos hídricos precisam ir além do contemplativo”, destaca superintendente de Energias Renováveis de Itaipu
Herlon Goelzer de Almeida faz um panorama das ações desenvolvidas regionalmente e como a Binacional tem apoiado programas e projetos que visam a preservação dos recursos hídricos aliada ao desenvolvimento econômico.


20 anos da Lei das Águas: “Avançamos, mas não o suficiente para resolver todos os problemas”, comenta gerente da ANA
Antônio Félix Domingues, gerente-geral de Articulação e Comunicação da Agência Nacional de Águas (ANA), faz um balanço os vinte anos da Lei das Águas, destacando que o Brasil avançou, mas não o suficiente para resolver todos os problemas. 


Qualidade da Água: “Precisamos fazer com que as informações cheguem à sociedade”, destaca coordenador da ANA
Célio Bartole Pereira, coordenador de Qualidade de Água e Enquadramento da Agência Nacional de Águas (ANA), conta como a ANA vem trabalhando no processo de recuperação do Rio Doce, afetado criticamente após o rompimento da barragem de Mariana (MG). Ele explica também como funciona o enquadramento de corpos d'água.


Ranking do Saneamento Básico: últimos 5 anos não foram suficientes para tirar o Brasil do atraso histórico
Édison Carlos, presidente do Trata Brasil, comentou os resultados apontados no novo Ranking de Saneamento e cobrou maior participação da sociedade no requerimento por ações de implementação efetiva das diretrizes determinadas no Plano Nacional de Saneamento Básico (Plansab).


Consórcios Intermunicipais tornam-se boas opções para melhorias do Saneamento Básico em pequenos municípios
De acordo com a gerente do Eixo Saneamento Ambiental do Programa, Adriana Brandt, o formato de consórcio entre pequenos municípios surge como uma excelente opção para solucionar questões relacionadas ao Saneamento Básico e aos Resíduos Sólidos. 


Aquicultura: “Utilizamos apenas 20% do nosso potencial”, destaca Arcângelo Signor
Arcângelo Signor, pós-doutor em Engenharia da Pesca e coordenador do curso de Engenharia de Aquicultura no Instituto Federal do Paraná (IFPR), comentou sobre todo esse potencial do setor e o desafio em desenvolver uma aquicultura sustentável, que gere renda sem prejuízos ambientais.


Biogás: passivo ambiental transformado em ativo econômicoRodrigo Regis de Almeida Galvão, diretor-presidente do CIBiogás, comenta os desafios enfrentados no setor e as perspectivas para os próximos anos. 


“Há cidades passando sede, 'sentadas' em cima de aquíferos", destaca presidente da ABAS
José Paulo Godói Martins Neto, geólogo, presidente da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas (ABAS) e consultor da UNESCO para assuntos sobre águas subterrâneas, destaca que o Brasil poderia utilizar uma maneira melhor estes recursos para prover um melhor abastecimento à população.


Utilizando drones, especialistas do IAPAR buscam maneiras de evitar o desperdício na agricultura irrigada

O Instituto Agronômico do Paraná (IAPAR) desenvolveu, com o auxílio de drones, uma maneira de mapear e definir a quantidade necessária de água para a lavoura. O engenheiro agrícola Anderson de Toledo e o técnico em irrigação, Celso Helbel Junior, ambos do IAPAR, contam como as atividades funcionam.


“As águas subterrâneas devem deixar de ser tratadas como invisíveis no Brasil”, alerta Ricardo Hirata

O vice-diretor do Centro de Pesquisas de Águas Subterrâneas da USP, Ricardo Hirata, comenta sobre a importância de políticas públicas que ajudem a regular as águas subterrâneas no Brasil. Ele compara o recurso como uma grande “poupança” de água para as futuras gerações. 


“Fórum pode ajudar o Brasil a colocar o tema Água na agenda política nacional”, afirma presidente da ABRH

Vladimir Caramori Borges de Souza, presidente da Associação Brasileira de Recursos Hídricos (ABRH) comenta como funciona este órgão e como a associação vem se preparando para o Fórum do próximo ano.


Sistema Plantio Direto: proteção do solo e dos recursos hídricos

De acordo com 1º secretário da Federação Brasileira de Plantio Direto e Irrigação (FEBRAPDP), Ricardo Ralisch, o Sistema Plantio Direto evoluiu muito desde sua implantação no Brasil. O especialista ressalta que o método precisou ser adequado aos diferentes tipos de solos do país. 

Última modificação em Segunda, 29 Maio 2017 11:14
Avalie este item
(0 votos)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Voltar ao Topo
 
Centro Internacional de Hidroinformática | Parque Tecnológico Itaipu   Mantenedores   Desenvolvido por:
Av. Presidente Neves, 6731 | CEP 85.867-900
Foz do Iguaçu | Paraná | Brasil
+55 45 3576-7038
   
  • Todos os Direitos Reservados