Portuguese English Spanish
Entrar

Entrar

Faça seu login
ou use sua conta
Lembrar-me

Create an account

Campos marcados com * são obrigatórios
Nome (*)
Nome de usuário (*)
Senha (*)
Confirmação de senha (*)
Email (*)
Confirmação de email (*)
BUSCA

Pesquisadores desenvolvem máquina de baixo custo que limpa tomate sem uso de água

Pesquisadores da Embrapa instrumentação desenvolveram uma máquina compacta voltada a pequenos produtores que limpa frutas e hortaliças sem uso de água. Além da limpeza, o equipamento vai ajudar na classificação dos alimentos contribuindo para a redução de perdas no pós-colheita.

Desenvolvido em formato vertical, o protótipo usa um sistema de escova de três vias em helicoide, que faz aumentar a eficiência de limpeza e classificação, atenuando significativamente o impacto nos frutos. Os métodos de seleção em máquinas estáticas convencionais podem provocar quase três vezes mais lesões.


Classificadora dispensa água para limpar frutos - Foto: Leticia Longo/EmbrapaDivulgação

 

O pesquisador da Embrapa Instrumentação (SP) e coordenador do projeto, Marcos David Ferreira, explica as principais vantagens da ferramenta:

“As vantagens ambientais estão relacionadas ao não uso da água. O que acontece que esse é um sistema com duas escovas – uma embaixo e uma em cima – com esse grupo de escovas consegue-se uma melhor limpeza. Nós temos também um sistema com essas escovas, que é um sistema helicoide – a escova tem como se fosse uma linha, uma hélice, uma onda. Esse sistema simples que passando no fruto proporciona maior contato do fruto com a cerda da escova, que são cerdas finas, e isso proporciona limpeza sem uso da água. No Brasil, o sistema tradicional, tanto para o tomate quanto para outras frutas, utiliza grandes volumes de água. Essa água muitas vezes precisa ser descartada ou passar por tratamento. Então isso já minimiza e agrega valor para os pequenos produtores.”



A
Arte: Andressa Brasil, a partir de Marcos Ferreira, 2008. Embrapa/Divulgação

Para se ter uma ideia, a limpeza convencional do tomate pode consumir até 500 m3 de água por mês em algumas unidades de beneficiamento. A máquina compacta tem capacidade para classificar cerca de uma tonelada de frutos diariamente, quantidade que varia de acordo com a regulagem da ferramenta, tipo do fruto, entre outros fatores.

A classificadora foi licenciada por uma empresa paulista e deve chegar ao mercado em breve.

“Já foi licenciada por uma empresa e vai entrar no mercado agora em junho ou julho. Tem aquela Feira – Hortitec, em Holambra (SP) – onde ela será apresentada. A previsão de custo ainda não temos exata, mas é uma máquina de baixo custo voltada para que pequenos e médios produtores tenham essa vantagem da limpeza e classificação e vai agregar para esse produto. Será um produto classificado de uma forma adequada, ambientalmente correta, digamos assim. Há tipos de sujidades. Essas frutas que mencionei, por exemplo, o tomate, a laranja… são frutas de superfície lisa então as sujeiras não são muito aderidas, em raros casos. Um escovação bem feita elimina essa sujeira. Então consegue-se um produto limpo, classificado, com condições ambientais adequadas – sem o uso da água, proporcionando uma agregação de valor para o produtor que consegue comercializar melhor esse produto.”

O equipamento levou três anos de pesquisas para ser desenvolvido. O trabalho foi produzido com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) na modalidade Auxílio à Pesquisa – Regular.

"Esse protótipo foi derivado de um projeto da Fapesp, de dois a três anos para ser executado. Fizemos inúmeros e exaustivos testes para ver a condição e eficiência do sistema, tanto pra limpeza quanto para classificação. Esse sistema se mostrou tão eficiente quando o tradicional. Então ele será lançado agora em julho e também teremos uma demonstração no curso de pós-colheita – em agosto de 2017, aqui na Embrapa Instrumentação – onde teremos uma demonstração prática.”

Outros detalhes sobre o equipamento estão disponíveis no endereço www.embrapa.br.

 

Última modificação em Sexta, 07 Abril 2017 14:41
Avalie este item
(1 Voto)
 
Centro Internacional de Hidroinformática | Parque Tecnológico Itaipu   Mantenedores   Desenvolvido por:
Av. Presidente Neves, 6731 | CEP 85.867-900
Foz do Iguaçu | Paraná | Brasil
+55 45 3576-7038
   
Termos de Compromisso  |  Política Privacidade  |  Creative Commons 2014 • Todos os Direitos Reservados