Portuguese English Spanish
Entrar

Entrar

Faça seu login
ou use sua conta
Lembrar-me

Create an account

Campos marcados com * são obrigatórios
Nome (*)
Nome de usuário (*)
Senha (*)
Confirmação de senha (*)
Email (*)
Confirmação de email (*)
BUSCA

“É possível utilizar metade dos defensivos agrícolas sem prejudicar produtividade”, afirma agrônomo da Emater

Monitoramento a campo, realizado no município de Marialva (PR). Foto: Eng. Agr. Fernando Teixeira de Oliveira/EMATER
Há quatro anos, uma parceria entre a Embrapa e o Instituto Emater/PR tem mostrado aos agricultores do Estado que é possível cortar pela metade a quantidade de inseticidas utilizada atualmente na produção de soja. Isso sem diminuir a produtividade, e consequentemente, ajudando na preservação ambiental e na redução dos custos de produção. 

Na última safra, por exemplo, 190 agricultores de todas as regiões do Paraná participaram de atividades relacionadas ao Manejo Integrado de Pragas (MIP), que promove o controle racional das pragas por meio da associação de diferentes estratégias, como o controle biológico, prioridade a agrotóxicos mais seletivos aos insetos benéficos e mais seguros ao homem e ao meio ambiente, além, é claro da busca por um uso mais racional dos produtos químicos.

Durante a safra, esses agricultores foram acompanhados semanalmente por extensionistas que coletaram dados importantes para subsidiar tomadas de decisão, conforme explica o engenheiro agrônomo da Emater e gestor do projeto, Nelson Harger:

“Temos observado que quem monitora as lavouras e tem informações sobre as lavouras (independente do tamanho da propriedade) tem conseguido reduzir, em relação à média do que se faz no Paraná, no mínimo 50% das necessidades de aplicações de inseticida sem prejuízo em produtividade. Essas informações que publicamos são mais do que consistentes, porque são acompanhamentos de campo através de protocolos técnicos validados pela pesquisa. Esse é um dado importante. Trabalhamos com protocolos sempre validados pela pesquisa. Nenhuma tecnologia utilizada em campo é utilizada sem um respaldo de uma instituição de pesquisa. No caso da soja, quem respalda esses protocolos é a Embrapa; no caso da braquiaria e milho-safrinha, quem respalda é o IAPAR”.

O gestor ainda destaca que, além do aspecto ambiental, os novos procedimentos proporcionam uma economia significativa ao produtor rural. Para se ter uma ideia, estima-se que se o estado do Paraná inteiro, em seus mais 5 milhões de hectares, tivesse aplicado o MIP em sua totalidade, o valor economizado no controle de pragas poderia girar em torno de R$ 500 milhões por ano. 

“Reduzir uma aplicação de inseticida representa dois a três sacos de soja de economia por hectare (cinco sacos por alqueire). Isso é significativo. Se todos os agricultores do Paraná fizessem isso daríamos um salto de qualidade muito grande não só de reduzir a demanda de agrotóxico, mas também como uma importante estratégia no manejo das pragas de difícil controle. Pelo uso excessivo de uma única ferramenta, que é o agrotóxico, nós temos perdido muito rapidamente a eficiência dessas moléculas, fruto desse uso excessivo. Então, uma outra grande vantagem de se fazer manejo de pragas é preservar as moléculas eficientes por mais tempo. Isso é uma demanda atual do setor produtivo”.

Segundo o Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Defesa Vegetal (SINDIVEG), dos US$ 54,6 bilhões vendidos em agrotóxicos no mundo, em 2015, o Brasil consumiu sozinho US$ 9,6 bilhões. O número representa 17,5% do consumo mundial.
Última modificação em Sexta, 12 Maio 2017 11:03
Avalie este item
(0 votos)
Vacy Alvaro

Jornalista/Fundação Parque Tecnológico Itaipu

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Voltar ao Topo
 
Centro Internacional de Hidroinformática | Parque Tecnológico Itaipu   Mantenedores   Desenvolvido por:
Av. Presidente Neves, 6731 | CEP 85.867-900
Foz do Iguaçu | Paraná | Brasil
+55 45 3576-7038
   
Termos de Compromisso  |  Política Privacidade  |  Creative Commons 2014 • Todos os Direitos Reservados