Portuguese English Spanish
Entrar

Entrar

Faça seu login
ou use sua conta
Lembrar-me

Create an account

Campos marcados com * são obrigatórios
Nome (*)
Nome de usuário (*)
Senha (*)
Confirmação de senha (*)
Email (*)
Confirmação de email (*)
BUSCA

Dia do Rio: estão suspensas as captações de água no São Francisco todas as quartas-feiras

Foto: Paulo Virgílio Moreira Monteiro/Banco de Imagens ANA
Nas quartas-feiras, as captações de água na bacia do Rio São Francisco estão proibidas, exceto para abastecimento humano ou animal. A medida está presente na Resolução ANA nº 1043 e foi batizada como Dia do Rio. O objetivo é reforçar as ações que vêm sendo adotadas para preservar os estoques nos reservatórios da bacia do rio São Francisco, onde há sete anos chove abaixo da média.

A medida é mais um esforço para evitar recorrer ao volume morto de Sobradinho até novembro, quando está previsto o fim do período seco, conforme explica Alan Vaz Lopes, superintendente-adjunto de Fiscalização da Agência Nacional de Águas (ANA):

“Estamos acompanhando a situação do Rio São Francisco de forma mais intensa desde 2013 e desde 2011 já temos observado um volume de chuvas bem abaixo da média. Já estamos vários anos nesse longo período de secas, que é o pior do histórico já observado. Desde 2013, já tomamos várias medidas, principalmente a redução das vazões de fluentes dos principais reservatórios: Três Marias e Sobradinho. Além disso, temos um acompanhamento semanal dessa crise de escassez por meio de videoconferências que fazemos com todos os atores da bacia. Nessas reuniões, discutimos as medidas que precisam ser tomadas. Tendo esse cenário crítico, esse grupo concluiu que era o momento de ser aplicar também redução de consumo de água. Gestão da demanda e não mais somente da oferta. Precisávamos ter restrições no consumo de água na bacia para que sobrasse mais água para o rio e os reservatórios, de forma a preservar os estoques de águas nos reservatórios.”

Para preservar os estoques, desde abril de 2013 a ANA vem autorizando a Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) a reduzir a vazão mínima média defluente dos reservatórios de Sobradinho, o maior da Bacia com volume útil de 28 bilhões m³ e capacidade para armazenar 34 bilhões de m³, e Xingó.

Sem essas medidas, Sobradinho teria esgotado seu volume útil em novembro de 2014. A nova regra afeta mais de dois mil usuários, principalmente irrigantes e indústrias, na calha do rio São Francisco, em 14 afluentes de gestão federal, nos lagos dos seis reservatórios da Bacia e no complexo Paulo Afonso, na Bahia.

“É uma medida de restrição que causa alguns transtornos para alguns usuários, mas não traria impacto muito significativo. A estimativa é que consigamos chegar em torno de 40 metros cúbicos de redução de demandas de águas captadas na bacia. Essa medida aliada com as outras de gestão de reservatórios contribui para o gerenciamento da crise. Ela sozinha não resolve, mas junta com as outras ajuda de forma significativa. Estaremos monitorando a situação. À medida que observarmos que cenários mais críticos em termos de hidrologia aconteçam, piores que temos previsto, medidas adicionais de restrição poderão ser implementadas a partir de dezembro deste ano.”

Usuários que descumprirem a resolução da ANA, estarão sujeitos à aplicação da Lei que inclui advertência, multas, e até o lacre da bomba de captação. A bacia do rio São Francisco possui mais de 2.800 km distribuídos pela Bahia, Minas Gerais, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Goiás e o Distrito Federal. A área da bacia hidrográfica é de 641 mil Km2, correspondente a 8% do território do País. Entre os usuários da Bacia, mais de 85% correspondem a irrigantes, sendo 10% abastecimento público e menos de 5% outros usos, como mineração e indústria.
Última modificação em Segunda, 10 Julho 2017 11:37
Avalie este item
(0 votos)
Vacy Alvaro

Jornalista/Fundação Parque Tecnológico Itaipu

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Voltar ao Topo
 
Centro Internacional de Hidroinformática | Parque Tecnológico Itaipu   Mantenedores   Desenvolvido por:
Av. Presidente Neves, 6731 | CEP 85.867-900
Foz do Iguaçu | Paraná | Brasil
+55 45 3576-7038
   
  • Todos os Direitos Reservados