Portuguese English Spanish
Entrar

Entrar

Faça seu login
ou use sua conta
Lembrar-me

Create an account

Campos marcados com * são obrigatórios
Nome (*)
Nome de usuário (*)
Senha (*)
Confirmação de senha (*)
Email (*)
Confirmação de email (*)
BUSCA

Voluntários suíços auxiliam famílias de Santa Terezinha de Itaipu (PR) em horta comunitária

Foto: Igreja Adventista do Sétimo Dia - Juliana Muniz
Pouco mais de nove mil quilômetros separam o Brasil da Suíça, mas nas últimas semanas os dois países foram unidos por dois sentimentos muito maiores: o amor e o voluntariado. Um grupo com 13 jovens do país europeu desembarcou em Santa Terezinha de Itaipu (PR), onde passaram duas semanas envolvidos em diversas atividades sociais no município de pouco mais de 22 mil habitantes.

Além de darem aulas de inglês para alunos de um colégio estadual e palestras, os voluntários fizeram uma cobertura de 1350m² na horta comunitária que atende cerca de 40 famílias. O sombrite deve reduzir o calor dentro da plantação e permitir que a produção ocorra bem o ano inteiro.

O sombrite irá reduzir a temperatura dentro da horta, funcionando como um tipo de estufa. // 
Foto: Igreja Adventista do Sétimo Dia - Juliana Muniz 
 
Herber Kalbermatter, pastor da Igreja Adventista do Sétimo Dia e diretor da Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA) no estado do Paraná, ressalta que esse é um dos pilares do trabalho do órgão: deixar benefícios que durem por muito tempo nos locais onde passam. E a sustentabilidade é parceira nisso.

“A ADRA busca auxiliar as famílias em um projeto que seja sustentável. Então ao ouvirmos o programa da cidade, chamou a atenção tanto da ADRA Suíça como da ADRA Brasil pelo motivo de que aqui são beneficiadas hoje 40 famílias da cidade, aonde elas vem na horta e onde elas participam cuidando da horta. Então elas podem vir uma vez na semana, pela parte da manhã ou pela parte da tarde e elas ajudam na manutenção, tirando ervas daninhas, capinando para fazer fazer a manutenção da área da horta, e no final da manhã ou no final da tarde eles podem levar para casa uma cesta com frutas e verduras. Isso faz com que eles tenham uma alimentação melhor dentro dos seus lares, que eles tenham produtos orgânicos, levando mais saúde, promovendo a segurança alimentar e tornando esse projeto sustentável onde as famílias cuidam e em parceria com a prefeitura que concede todos os insumos, nós temos a certeza que através desse sombrite, essas famílias poderão ter esses alimentos durante todo o período do ano. Uma das áreas de atuação da ADRA é a segurança alimentar como a educação básica. E o que nós estamos fazendo aqui é justamente promover e incentivar através dessa juventude, o incentivo para que isso possa despertar em outros o mesmo interesse de cuidar, de preservar ou de fazer a diferença através de projetos simples que podem transformar e mudar vidas.”

Os voluntários vieram através do programa ADRA Connections, uma iniciativa promovida pela ADRA que dá a oportunidade de que pessoas de qualquer lugar do mundo, conheçam outras culturas e, ao mesmo tempo, realizem atividades que beneficiem a localidade que as recebe.

As aulas de inglês foram dadas aos alunos do Colégio Estadual Ângelo Antônio Benedet // Foto: Igreja Adventista do Sétimo Dia - Juliana Muniz 

O pastor explica com mais detalhes a escolha da região para o trabalho.

“Como minha regional é o estado do Paraná, eu procurei ver quais eram os pontos turísticos mais importantes que alguém que viesse de fora gostaria de conhecer. E aqui nessa região nós temos as Cataratas do Iguaçu, nós temos a questão da pessoa ainda ter a possibilidade de visitar o Paraguai, a Argentina, e isso foi um chamariz na parte do turismo. Porém, ao visitar as cidades, a que estaria próxima e está dentro de um trabalho que a ADRA busca realizar, que é o programa de segurança alimentar, nós visitamos a horta comunitária de Santa Terezinha de Itaipu e justamente ao conversar com a prefeitura, eles nos falaram dessa necessidade de uma estrutura de estufa que havia. Então foi a partir desse momento e também pela boa disposição da prefeitura em disponibilizar a área e acreditar que esses jovens poderiam realizar esse trabalho, foi escolhida então a cidade de Santa Terezinha de Itaipu.”

Esta é a primeira vez que o sul do Brasil recebe participantes da ADRA de outros países para este tipo de iniciativa. Além da preocupação em deixar um legado para os moradores, o impacto das ações também passa por quem veio ajudar.

Todos os voluntários vivem na Suíça, entretanto, alguns deles não são nascidos lá: Angola, Filipinas e Reino Unido também estão representados no grupo. // 
Foto: Igreja Adventista do Sétimo Dia - Juliana Muniz 
 
“Eu pude ver a alegria deles em poder estar aqui, em conhecer uma nova cultura, se envolver com as famílias beneficiadas, com os estudantes e ver as mudanças que isso já está produzindo na vida deles. Para nós é uma satisfação poder sair daqui e termos a certeza que não foi feito um trabalho em vão. Nós temos a alegria de que ao terminarmos aqui essa cobertura, ao deixarmos os alunos, nós estamos despertando neles o interesse e a promoção da própria cidadania neles. Onde eles podem fazer a diferença, onde eles podem sonhar e transformar suas vidas através de pequenas ações como essa. Então para nós é uma grande satisfação. Através de parcerias como essa, nós vemos jovens que deixaram suas férias, deixaram seu trabalho, investiram recursos seus para que durante o seu período de férias eles pudessem conhecer outro país, mas mais do que isso, eles pudessem deixar uma legado nesse lugar onde eles estão visitando.”

E o convite para ser um voluntário se estende para todos. E às vezes para isso, nem é preciso ir tão longe de casa.

“Então que a gente possa ter esse mesmo senso. As vezes a gente pensa assim 'mas eu não tenho como ir para outro país'. Quem sabe ao nosso redor nós temos algum vizinho, algum amigo que precisa de uma pintura em casa, nós temos quem sabe um parque ou um local próximo a nossa casa que precisa de reparos, e nós como bons cidadãos podemos fazer a diferença, incentivando, motivando, levando jovens para cuidar e restaurar esses ambientes que podem se tornar saudáveis e produtivos na questão de alegria, de momentos felizes para aqueles que estão ali ao redor.”

Para ajudar, só é preciso começar! // Foto: Igreja Adventista do Sétimo Dia - Juliana Muniz 

A ADRA é uma organização privada, não-governamental e sem fins lucrativos, criada em 1956. Ela está presente em mais de 130 países com a intenção de executar projetos de desenvolvimento comunitário e filantrópico. O foco é atender pessoas em situações de vulnerabilidade e pobreza, além de casos emergenciais como em desastres naturais.

*Com a supervisão do jornalista Vacy Álvaro
Última modificação em Segunda, 04 Setembro 2017 13:09
Avalie este item
(0 votos)
 
Centro Internacional de Hidroinformática | Parque Tecnológico Itaipu   Mantenedores   Desenvolvido por:
Av. Presidente Neves, 6731 | CEP 85.867-900
Foz do Iguaçu | Paraná | Brasil
+55 45 3576-7038
   
  • Todos os Direitos Reservados