Portuguese English Spanish
Entrar

Entrar

Faça seu login
ou use sua conta
Lembrar-me

Create an account

Campos marcados com * são obrigatórios
Nome (*)
Nome de usuário (*)
Senha (*)
Confirmação de senha (*)
Email (*)
Confirmação de email (*)
BUSCA

Especialista em recursos hídricos da Unesp enaltece a relevância das chuvas recentes no Estado de SP

O PodAcqua Unesp publica depoimentos de especialistas sobre diferentes aspectos ambientais, sociais e políticos relacionados à água. Rodrigo Lilla Manzione, especialista em recursos hídricos e águas subterrâneas da Unesp em Tupã”, enaltece a relevância das chuvas dos últimos dias para o ar, terra, saúde e outros aspectos positivos.

“A chuva dos últimos dias trouxe um refresco para a situação que vinha se apresentando nos últimos um ou dois meses aqui no estado de São Paulo. Regiões que ficaram 45 ou até mais dias sem uma gota de chuva. Isso deixou o ar muito seco e em paralelo um quadro de queimadas. Quem andou pelas estradas do interior ou teve a oportunidade de sobrevoá-las, viu que os focos de queimadas foram intensos. Isso também trouxe uma série de complicações nessa época do ano com ar seco e baixas temperaturas, principalmente as crianças e os mais idosos acabam sofrendo, e o número de internações, de ocorrências nos postos de saúdes e hospitais por doenças respiratórias acabam aumentando. A gente viu agora uma grande quantidade de chuva e já melhorou bem, você pode olhar na faixa do horizonte e vê que não tem mais aquela faixa carregada de poeira na atmosfera. Então sempre que tem uma chuva como essa e um ar muito seco, a gente acaba falando que a atmosfera foi lavada, e aí traz uma série de benefícios e começam também outros processos do ciclo hidrológico começam a acontecer. Como as infiltrações de água no solo, os estoques de água subterrânea começam a ser estimulados e começam a aumentar, e quando as temperaturas subirem um pouco e com o fotoperíodo aumentando, a gente começa a ter na primavera as estações sucedendo e na primavera o ritmo também das plantas, do florescimento, os cultivos que vão ser colocados primavera e vão ser levados a diante até o verão, então a gente começa a ver novamente a natureza se renovando.”
Avalie este item
(0 votos)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Voltar ao Topo
 
Centro Internacional de Hidroinformática | Parque Tecnológico Itaipu   Mantenedores   Desenvolvido por:
Av. Presidente Neves, 6731 | CEP 85.867-900
Foz do Iguaçu | Paraná | Brasil
+55 45 3576-7038
   
Termos de Compromisso  |  Política Privacidade  |  Creative Commons 2014 • Todos os Direitos Reservados