Portuguese English Spanish
Entrar

Entrar

Faça seu login
ou use sua conta
Lembrar-me

Create an account

Campos marcados com * são obrigatórios
Nome (*)
Nome de usuário (*)
Senha (*)
Confirmação de senha (*)
Email (*)
Confirmação de email (*)
BUSCA

Saiba quem serão os palestrantes do Fórum de Uso Público e Conservação

O Parque Nacional do Iguaçu realizará o Fórum de Uso Público e Conservação para debater desafios e potencialidades da unidade de conservação, de 4 a 6 de outubro, em Foz do Iguaçu e Serranópolis do Iguaçu. O evento contará com a participação de referências dos Estados Unidos, Argentina e Brasil. As atividades do dia 4 de outubro serão realizadas no Hotel Carimã e abertas à comunidade mediante inscrição on-line (https://goo.gl/thigDS). As vagas são limitadas.

O evento, com coordenação técnica do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), tem o objetivo de discutir e encontrar caminhos para demandas importantes da sociedade e das áreas naturais do Brasil, em especial do Parque Nacional do Iguaçu. Localizada no Oeste do Paraná, a unidade – que é um Patrimônio Natural da Humanidade – resguarda uma riquíssima biodiversidade e recebe anualmente mais de um milhão e 500 mil visitantes de 170 nacionalidades.

Pauta – O fórum faz parte de uma etapa do processo de elaboração do novo Plano de Uso Público do Parque Nacional, regulamentação que irá integrar o Plano de Manejo do Parque Nacional do Iguaçu. "Estamos promovendo uma ampla participação da sociedade nessa construção. São experiências de visitação aliadas ao reconhecimento da importância do parque, cuja conservação integral e uso público promovem inúmeros benefícios ambientais, sociais e econômicos decorrentes", destacou Ivan Baptiston, chefe da unidade.

Inscrições on-line – A inscrição on-line é gratuita para a programação do dia 4 de outubro: “Que Parque Nacional do Iguaçu queremos?” Todos os participantes inscritos e presentes receberam certificado posteriormente. Últimas vagas. É preciso preencher o cadastro com as informações solicitadas para validar a inscrição. Acesse https://goo.gl/thigDS.

Link para programação do dia 4 de outubro – temas, palestrantes e horários das atividades.

Palestrantes e resumo de atuação dos profissionais

Stephen Ford Mccool – Steve é professor emérito do Departamento de Conservação e Sociedade da Universidade de Montana, nos Estados Unidos. Começou sua carreira profissional estudando os impactos biofísicos do uso de áreas naturais em meados dos anos 1960 e continuou trabalhando com gestores de áreas protegidas por toda a sua carreira, focando principalmente no manejo da visitação e turismo, processos de engajamento público e novos paradigmas de planejamento. É autor de mais de 200 publicações relacionadas ao manejo de áreas protegidas e é conselheiro de grande número de agências de parques nos Estados Unidos, Canadá, África do Sul, Namíbia, Moçambique, Belize, Islândia, Croácia, Nova Zelândia e Brasil.

James Barborak – Trabalha há 35 anos por toda a América Latina como especialista em áreas protegidas, atuando no treinamento de profissionais da conservação e no planejamento e manejo de unidades de conservação, do uso público, governança e parcerias público privadas. É codiretor do Centro para Manejo e Treinamento em Áreas Protegidas da Universidade Estadual do Colorado. Participa da Comissão Mundial de Áreas Protegidas há mais de 30 anos, membro ativo de grupos especialistas como Turismo e Áreas Protegidas, Treinamento e Patrimônios Mundiais. Já prestou e ainda presta serviços, inclusive voluntários, em diversas organizações não governamentais.

Wilson Nobre Filho – Wilson Nobre Filho é mestre em Administração de Empresas pela FGV-EAESP, com foco em inovação e design thinking. Engenheiro Mecânico pela Escola de Engenharia Mauá. Professor do Departamento de Produção e Operações da FGV-EAESP desde 1998. Membro fundador e pesquisador do Fórum de Inovação da FGV-EAESP. Tem formação básica e avançada em Teoria U no Presencing Institute – MIT, Boston, EUA – e é coordenador do programa de Teoria U no Brasil. Conselheiro do Conselho Superior de Inovação e Competitividade da FIESP (Conic). Empresário com escritórios de consultoria em automação industrial (CIM-Consult Automação) e automação de processos de negócio (Núcleo de Tecnologia Avançada – Nucleotec). Consultor técnico e consultor de empresas para o desenvolvimento de produtos, serviços, otimização de processos administrativos e processos de negócio. Na área social, atua como facilitador de iniciativas nas áreas de desenvolvimento sustentável, planejamento urbano e segurança pública.

Ismael Nobre – Bacharel em Biologia pela Universidade Federal de São Carlos, com especialização em Manejo de Áreas Protegidas e Áreas Silvestres; doutor em Dimensões Humanas dos Recursos Naturais pela Colorado State University, nos EUA; e pós-doutor em Estudos de População e Ambiente pela Universidade Estadual de Campinas. Extensa atuação profissional como consultor em planejamento para ecoturismo e uso público de unidades de conservação, com ênfase no fomento de mecanismos de desenvolvimento sustentável para regiões próximas a áreas protegidas e naturais, com trabalhos realizados em todos os biomas brasileiros para instituições como ICMBio, Ibama, Museu Paraense Emílio Goeldi, Global Canopy Programme, das Nações Unidas, entre outras.

Jasmine Cardozo – Professora associada da Universidade Estadual de Ponta Grossa e professora visitante na Universidade de West Virginia, nos Estados Unidos, onde desenvolve pesquisas em parceria com o Serviço Florestal Americano. Possui graduação em Bacharelado em Turismo pela Universidade Federal do Paraná, especialização em Ecoturismo, mestrado em Turismo e Hotelaria pela Universidade do Vale do Itajaí, doutorado em Geografia pela UFSC e pós-doutorado pelas Universidades de Zaragoza (Espanha) e West Virginia (Estados Unidos). É coordenadora do Labtan (Laboratório de Turismo em Áreas Naturais), membro da Academia Internacional para o Desenvolvimento da Pesquisa em Turismo no Brasil (International Academy for the Development of Tourism Research in Brazil), do Conselho Mundial de Turismo Sustentável (Global Sustainable Tourism Council), do Grupo Tapas (Tourism and Protected Areas Specialist Group), e da WCPA (Comissão Mundial de áreas protegidas) da IUCN (União Internacional para Conservação da Natureza).

Rogério Cunha de Paula – Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade de Santo Amaro (1996) com doutorado pela Esalq/USP em Ciências com ênfase em Recursos Florestais. Atualmente é analista ambiental do CENAP (Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Carnívoros) do ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade) e pesquisador associado do Instituto para a Conservação dos Carnívoros Neotropicais (Pró-Carnívoros). Revisor de periódicos Oryx e Journal of Zoology. Membro de comitês nacionais e internacionais para conservação de espécies de carnívoros, entre eles os Grupos de Especialistas de Felinos e de Canídeos da IUCN (União Internacional pela Conservação da Natureza).

Anna Carolina Lobo – Bacharel em Turismo, com pós-graduação em Tecnologia e Gestão Ambiental, é coordenadora do Programa Mata Atlântica do WWF-Brasil. Já atuou em diversas organizações com foco em unidades de conservação, tais como Instituto Semeia, Fundação Florestal de São Paulo, Secretaria de Estado do Meio Ambiente de São Paulo, Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo do Estado de São Paulo. É autora e coautora de várias publicações, entre elas: “Modelo de Tomada de Decisão para o Desenvolvimento de Parcerias entre os setores público e privado na conservação e no empreendedorismo turístico em UC” (2012); “Unidades de Conservação devem ser Fontes de Riqueza para o País” (2012); “Trilhas de longo curso e diversificação do uso público nos parques estaduais de São Paulo” (2011) e “Programa de Ecoturismo: As UCs Paulistas para a Sociedade” (2009).

Ricardo Soavinski – Ricardo Soavinski é analista ambiental. Paranaense de Maringá, graduou-se em Oceanografia pela Universidade Federal do Rio Grande (FURG), no Rio Grande do Sul, em 1986. Ao longo desses 30 anos, sempre atuou na área pública em projetos de pesquisa, manejo e conservação de fauna, criação e gestão de unidades de conservação (UCs) e desenvolvimento do ecoturismo. Com a fundação do ICMBio, em 2007, transferiu-se para o instituto e assumiu em 2008 a direção de Criação e Manejo de Unidades de Conservação, onde ficou até 2012. Entre 2015 e 2016, comandou a Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado do Paraná. Em maio de 2016, retornou a Brasília para ocupar o cargo de Secretário de Recursos Hídricos do Ministério do Meio Ambiente. Em novembro do mesmo ano, deixou o ministério e assumiu a presidência do ICMBio.

Isabel Cristina da Silva Barnasque – Formada em Jornalismo pela Unisinos, é coordenadora-geral de Turismo Responsável e de Sustentabilidade no Ministério do Turismo. Nesse mesmo ministério, já atuou como coordenadora-geral de Informações Institucionais, coordenadora executiva do Salão do Turismo-Roteiros do Brasil por seis edições (de 2005 a 2011) e diretora substituta de Produtos e Destinos da Secretaria Nacional de Políticas. Também integrou diversos grupos de trabalho de projetos especiais, tais como o Fórum Mundial de Turismo – Destination 2004, Pan-Americano Rio 2007, Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável Rio + 20 (2012), Jornada Mundial da Juventude (2013), Copa das Confederações (2013), Copa do Mundo FIFA (2014), Jogos Mundiais Indígenas (2015) e Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio 2016 (GT de Sustentabilidade).

Serviço:
Fórum de Uso Público e Conservação do Parque Nacional do Iguaçu

Que Parque Nacional do Iguaçu queremos?
Data: 4 de outubro (quarta-feira)
Local: Hotel Carimã – Foz do Iguaçu
Horário: das 9h às 19h45

Oficina de trabalho: Planejamento de Uso Público
Data: 5 de outubro (quinta-feira)
Local: Hotel Carimã – Foz do Iguaçu
Horário: das 9h às 17h
*Atividade restrita aos conselheiros do parque, entidades, representantes de órgãos de classe e especialistas.

Oficina de trabalho: Planejamento de Uso Público
Data: 6 de outubro (quinta-feira)
Local: Clube Aliança – Serranópolis do Iguaçu
Horário: das 9h às 17h
*Atividade restrita aos conselheiros do parque, entidades, representantes de órgãos de classe e especialistas.

(Parque Nacional do Iguaçu - www.cataratasdoiguacu.com.br)
Última modificação em Segunda, 02 Outubro 2017 13:59
Avalie este item
(0 votos)
 
Centro Internacional de Hidroinformática | Parque Tecnológico Itaipu   Mantenedores   Desenvolvido por:
Av. Presidente Neves, 6731 | CEP 85.867-900
Foz do Iguaçu | Paraná | Brasil
+55 45 3576-7038
   
  • Todos os Direitos Reservados