Portuguese English Spanish
Entrar

Entrar

Faça seu login
ou use sua conta
Lembrar-me

Create an account

Campos marcados com * são obrigatórios
Nome (*)
Nome de usuário (*)
Senha (*)
Confirmação de senha (*)
Email (*)
Confirmação de email (*)
BUSCA

Estudantes desenvolvem protótipo que capta água da chuva e pode transformá-la em energia

Dentre os diversos problemas ambientais existentes no planeta, o desperdício é um dos principais. Isso independente do setor. Entretanto, em relação à água, a situação é ainda mais preocupante. Para ser uma ideia, segundo dados do Instituto Trata Brasil quase 40% da água tratada é desperdiçada no País.

Agora imagine pudéssemos conter esse desperdício, reaproveitando a água da chuva, e de quebra produzir energia? Pois foi isso que os alunos do Colégio Sesi, de Londrina (PR), pensaram. Os estudantes Gustavo Negrão, João Pedro Santos e Ian Solon, desenvolveram um sistema mecânico que capta a água da chuva e pode transformá-lá em energia.

O projeto foi um dos 144 projetos apresentados durante a sexta edição da FIciencias, idealizada dentro da Estação Ciências, um espaço que instiga a mudança no processo de ensino aprendizagem a partir do incentivo à iniciação científica desde a base, no Parque Tecnológico Itaipu. Gustavo, de 17 anos, explica sobre o protótipo.

“A hélice gira, e por meio da impulsão eletromagnética, pode por exemplo iluminar a maquete e acender o led. Em proporções maiores, ela pode, por exemplo, ser colocada em um capacitor e armazenar energia para carregar um celular ou até mesmo manter um chuveiro ligado.”



O trabalho foi uma junção do conhecimento dos três integrantes do grupo, que tinham o mesmo objetivo: pensar em formas de evitar o desperdício de água, conforme comenta João Pedro:

“Ao longo dos estudos a gente já tinha o conhecimento sobre esse cultivo de vegetais, então nós agregamos. O Gustava tinha o conhecimento sobre a parte elétrica e a geração de energia e o Ian sobre a biologia e eu sobre o cultivo de orgânicos. Então a gente juntou todos os nossos conhecimentos e chegamos nessa ideia do protótipo.”

Para o evento em Foz do Iguaçu, os estudantes levaram apenas um protótipo, mas se a ideia evoluir o sistema de produção de energia, que é parecido com o de uma hidrelétrica, tende a ser muito mais eficiente de acordo com Ian e João.

“A ideia inicial dele era ser feito em grandes proporções em um condomínio residencial por exemplo, e aí essa grande proporção e um fluxo de água, geraria energia suficiente para manter algo mais sustentável. O nosso projeto já está sendo bem idealizado para ser produzido em grande escala para hospitais e mercados. Então o próximo passo é tornar possível esse móvel e conseguir vendê-lo em grande escala para ser utilizado.”

A 6ª edição da Feira de Inovação das Ciências e Engenharias – FIciencias, segue até o dia 10 de novembro. A exposição conta com trbalhos de estudantes do Ensino Fundamental, Médio e Universitário. As ideias criativas e inovadoras são divididas em sete categorias: Urbanidades, Natureza, Indústria, Energias, Sociedade, Saúde e Alimentação.

Com a supervisão do jornalista Vacy Álvaro*
Avalie este item
(2 votos)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Voltar ao Topo
 
Centro Internacional de Hidroinformática | Parque Tecnológico Itaipu   Mantenedores   Desenvolvido por:
Av. Presidente Neves, 6731 | CEP 85.867-900
Foz do Iguaçu | Paraná | Brasil
+55 45 3576-7038
   
  • Todos os Direitos Reservados