Portuguese English Spanish
Entrar

Entrar

Faça seu login
ou use sua conta
Lembrar-me

Create an account

Campos marcados com * são obrigatórios
Nome (*)
Nome de usuário (*)
Senha (*)
Confirmação de senha (*)
Email (*)
Confirmação de email (*)
BUSCA

Um pouco de história

É difícil apontar o momento exato de quando surgiu a energia eólica, mas o que se sabe é que num passado distante, no período Antes de Cristo, a força mecânica dos ventos já era utilizada pelo homem para impulsionar velas acopladas a embarcações, moinhos de grãos e no bombeamento de água, substituindo a força humana ou animal.

Acredita-se que o primeiro moinho de vento utilizado com o intuito de produzir energia elétrica foi construído em 1887, na Escócia. O professor James Blyth instalou uma torre de dez metros de altura no jardim de sua própria residência, e a energia gerada era utilizada para iluminar o local.

Na década de 1890, o inventor e meteorologista dinamarquês Poul la Cour deu mais um passo importante ao constatar que turbinas com menos pás eram mais rápidas e eficientes para a produção de eletricidade. Em 1897, com financiamento do governo, construiu uma turbina, que posteriormente seria usada na usina do vilarejo de Askov. Outra contribuição importante de Poul la Cour foi que ele fundou a primeira associação sobre energia eólica do mundo. Os integrantes, além de aprenderem a lidar com máquinas elétricas, tinham aulas de contabilidade, geometria, física e alemão.

A expansão da energia eólica continuou com pesquisas e experimentos pelo mundo, mas ganhou força durante a crise internacional de petróleo, na década de 1970. Neste período, diversos países, entre eles o Brasil, se interessaram pelo desenvolvimento de fontes alternativas visando dois objetivos principais: diminuir a dependência do petróleo e aumentar a autonomia em suprir as demandas internas de energia, algo de extrema importância estratégica para a época.

Confira todos os conteúdos do capítulo sobre Energia Eólica da série "Descomplicando as Energias Renováveis":

Energia Eólica: os bons ventos da sustentabilidade

Um pouco de história

Catullo Branco: o grande percursor da energia eólica no Brasil

Da Crise do Apagão ao Proinfa

Capacidade instalada no mundo: salto de 2 GW para 539,5 GW em 27 anos

No Brasil, preços competitivos e crescimento

Potencial de 11 “Itaipus” (e pode ser bem maior)

Ventos que movimentam a economia e geram emprego e renda

Legislação e os mitos dos impactos ambientais

Como é produzida?

Conheça os componentes da Energia Eólica

E o futuro da Energia Eólica?

Última modificação em Quinta, 31 Maio 2018 16:40
Avalie este item
(0 votos)
Vacy Alvaro

Jornalista/Fundação Parque Tecnológico Itaipu
 
Centro Internacional de Hidroinformática | Parque Tecnológico Itaipu   Mantenedores   Desenvolvido por:
Av. Presidente Neves, 6731 | CEP 85.867-900
Foz do Iguaçu | Paraná | Brasil
+55 45 3576-7038
   
  • Todos os Direitos Reservados