Portuguese English Spanish
Entrar

Entrar

Faça seu login
ou use sua conta
Lembrar-me

Create an account

Campos marcados com * são obrigatórios
Nome (*)
Nome de usuário (*)
Senha (*)
Confirmação de senha (*)
Email (*)
Confirmação de email (*)
BUSCA

Desafio Zero Lixo realiza Oficina EcoMobília no sábado (16)

Foto: Blog Eu Quero Reciclar o Mundo

Atuando na área de Educação Ambiental e Sustentabilidade da região, o Observatório Educador Ambiental Moema Viezzer, juntamente com a Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA), promovem, neste próximo sábado (16), a primeira edição da Oficina EcoMobília.

O evento, que ocorrerá no Espaço de Convivência da Unila, Campus Jardim Universitário, a partir das 9h, será ministrado pelo estudante de Ciência Política e Sociologia da UNILA, Orlando Neto. Ele explica que o objetivo é incentivar a comunidade em relação à reutilização de materiais descartáveis, permitindo principalmente que os alunos possam construir formas de se manter na cidade de Foz do Iguaçu.

"A Oficina Ecomobília surge com a ideia de conforto acessível, econômico e ecológico. O projeto foi selecionado primeiramente pela UNILA justamente na ideia de assistência estudantil, de acolhimento dos estudantes. Por que não unir acolhimento dos estudantes com sustentabilidade? Um material tão corriqueiro, como a garrafa PET, que é acessível e fácil de encontrar, é muitas vezes descartado de forma errada. Então você vai estar dando um novo destino para esse material que poderia estar parando em um lugar ind esejado e vai estar dando um destino melhor para ele, construindo uma mobília que vai ser econômica, ecológica e acessível. Quem é estudante sabe que a vida é um pouco apertada geralmente, a gente não vai ter dinheiro para estar comprando um sofá, uma mesa, um puff, e ter uma casinha mobiliada. Uma casa aconchegante é importante para se permanecer em uma cidade, para se permanecer bem, então se tem uma forma acessível e ecológica de fazer isso, por que não?”

A Oficina EcoMobília faz parte do Desafio Lixo Zero, cuja proposta é trabalhar temáticas que possibilitem aos participantes repensar comportamentos de consumo e práticas do dia a dia que refletem diretamente em nossa relação com o meio ambiente. As atividades são trabalhadas dentro do conceito dos 4 R’s: repensar o consumo, reutilizar os materiais, reduzir o consumo e reciclar os materiais.

“Cada ação mínima dessas já impacta, por que as pessoas que vão estar em volta, vão estar observando aquilo, pode parecer algo muito pequeno, mas se cada um fizer a sua parte a gente consegue ter uma redução de lixo no nosso cotidiano. Esses projetos são muito importantes tanto pros estudantes quanto para a comunidade por esse teor de educação ambiental que é algo que falta muito. A gente ouve falar, mas não temos a real noção de que podemos estar fazendo isso dentro e casa, que a gente pode estar contribuindo de forma muito simples”.

Sabendo que grande parte dos estudantes não possui recursos financeiros para terem acesso a móveis básicos em suas moradias, o foco do projeto será a confecção de puffs e mesas de estudo.


Foto: Recicloteca

“Os móveis que serão confeccionados vão ficar com os alunos da UNILA. Infelizmente a gente não conseguiu arrecadar muito material. Esperávamos arrecadar muito mais, porém tivemos dificuldade. Para a mesa precisamos de madeira e espuma. Tudo isso foi um pouco difícil de arrecadar, mas a gente conseguiu uma boa quantidade pra atender os estudantes que participarem da oficina. E o material que sobrar a gente vai estar produzindo mais móveis e estar doando para os estudantes que precisam”.

De acordo com estudos da Associação Brasileira da Indústria do PET (Abipet), apesar de 57,1% desse tipo de embalagem já ser destinado à reciclagem, 100 mil toneladas ainda são descartadas no meio ambiente e demoram até 400 anos para se decompor. Esse descarte inadequado é um dos maiores responsáveis pelas enchentes devido ao entupimento de bueiros, além da poluição dos rios.

“Cada ação nossa gera um impacto. Não se pode pensar que o que a gente faz não gera um impacto no mundo. Todos nós produzimos lixo. Se pararmos para olhar o nosso lixo da cozinha, o nosso lixo do banheiro, quanto lixo a gente não produz por dia? E, se tem formas de diminuir esse lixo, por que não contribuir para um planeta melhor? Por que não fazer a minha parte?”

De acordo com o estudante, com apenas 20 garrafas pet é possível construir um puff. Cada participante deverá levar os materiais necessários para utilizar na oficina, como retalhos de tecido, espuma, tesouras e enfeites para os móveis, além, é claro de garrafas pet.

Lembrando que a oficina será realizada no Espaço de Convivência da Unila, campus JU, às 9h. Para participar da oficina é preciso preencher um formulário com seus dados cadastrais. A oficina é aberta para a comunidade em geral, porém as vagas são limitadas. Acesse o formulário e faça seu cadastro. Para outras informações, procure a organização do evento, por meio do telefone (45) 99126-8163.

*Com supervisão do jornalista Vacy Alvaro. 

 

Última modificação em Quarta, 13 Junho 2018 20:58
Avalie este item
(0 votos)
 
Centro Internacional de Hidroinformática | Parque Tecnológico Itaipu   Mantenedores   Desenvolvido por:
Av. Presidente Neves, 6731 | CEP 85.867-900
Foz do Iguaçu | Paraná | Brasil
+55 45 3576-7038
   
  • Todos os Direitos Reservados