Portuguese English Spanish
Entrar

Entrar

Faça seu login
ou use sua conta
Lembrar-me

Create an account

Campos marcados com * são obrigatórios
Nome (*)
Nome de usuário (*)
Senha (*)
Confirmação de senha (*)
Email (*)
Confirmação de email (*)
BUSCA
Web Rádio Água

Web Rádio Água

URL do site:

Inscrições abertas para curso sobre consumo consciente da água na Agência Nacional das Águas

A Agência Nacional de Águas (ANA) está com inscrições abertas, até o dia 26 de Junho, para curso de Multiplicadores na modalidade EAD (Educação a Distância). O curso é gratuito, com carga horária de 40 horas, e as aulas terão início no dia 02 de Julho. O curso abordará sobre a qualidade de água, manejo e gestão de recursos hídricos, manejo de irrigação, entre outros.

É um curso instrucional (sem tutoria), ou seja, o aluno navega livremente, ao longo da vigência do curso, pelos conteúdos sequenciados por módulos, sem auxílio ou orientação de tutor.

O curso é composto por quatro módulos que entre eles tratarão sobre: consumo sustentável e seus usos múltiplos; a situação dos recursos hídricos no Brasil; uma sociedade unida pela água e casos de sucesso no cuidado com a água.

O curso dispõe de exercícios de revisão em cada módulo e de uma avaliação final, na qual será necessário atingir a pontuação mínima de 60% para aprovação e obtenção de certificado.

Para ingressar, não há necessidade de processo seletivo, mas é preciso se inscrever no site até o dia 26 de Junho.

O certificado será emitido pelo sistema após o término do curso, podendo ser salvo ou impresso pelo aluno. Todos os certificados possuem certificação digital.
Mais informações estão disponíveis no site da Agência Nacional de Águas.
Leia mais ...

Inscrições abertas para educação ambiental no site do MMA

O Ministério do Meio Ambiente, por meio do Departamento de Educação Ambiental, reabriu os cursos do portfólio de Educação a Distância do MMA. Agricultura familiar, água, mudanças do clima, unidades de conservação, igualdade de gênero e participação social estão entre os temas abordados. Os cursos serão disponibilizados em blocos, sendo que o quarto deles é constituído de 10 cursos sem tutoria, abertos ao público geral.

As inscrições vão até o dia 20 de junho e podem ser feitas pelo site do MMA. O interessado que ainda não possui um login deve fazer um cadastro e, em seguida, poderá se inscrever em qualquer curso. As vagas são limitadas.
O MMA destaca que todo o conteúdo dos cursos é livre, para uso público e pode ser disponibilizado para que instituições parceiras os ofertem em suas próprias plataformas Moodle.

Além das turmas oferecidas ao público geral, a plataforma EAD do MMA lançará, ainda este mês, uma turma do curso Introdução ao Geoprocessamento, exclusiva para servidores do Ibama.



HISTÓRICO

Desde o final de 2012, o Ministério do Meio Ambiente investiu na customização de um ambiente virtual de aprendizagem e na elaboração de cursos de educação a distância que permitissem acesso de milhares de pessoas a conteúdos socioambientais e materiais pedagógicos para utilização online e off-line.

Ao todo, já passaram pelo ambiente virtual de aprendizagem do MMA mais de 100 mil alunos. Esse alcance é considerado importante, tendo em vista que todos os conteúdos disponibilizados se tornam subsídios e aportam ferramentas para o planejamento e a gestão de programas regionais e locais de educação ambiental.



(Assessoria)
Leia mais ...

Santa Catarina será sede do Fórum Sul Brasileiro de Biogás e Biometano 2019

O Fórum Sul Brasileiro de Biogás e Biometano de 2019 já tem sede: Santa Catarina. A próxima edição do evento dará continuidade aos trabalhos realizados em Foz do Iguaçu, realizados de 6 a 8 de junho, envolvendo os três estados do Sul do Brasil, quando reuniu cerca de 330 pessoas, entre empresários, representantes de instituições públicas, professores e estudantes.

Para o coordenador-geral do Fórum, Clóvis Reichert, o evento atingiu os objetivos propostos de promover a integração, por meio de um amplo debate de temas desenvolvidos atualmente, além da oportunidade de ampliar, fortalecer e promover essa cadeia com ações concretas para o Sul do Brasil. “A partir de agora, daremos o encaminhamento com ações concretas para o futuro, contando com participação efetiva de todos que estiverem dispostos a se engajar. Também iniciaremos os trabalhos para a edição de 2019, que será em Santa Catarina, em local a ser definido, com a indicação positiva de apoio de instituições catarinenses, mantendo, dessa forma, a proposta de itinerância".

No Fórum deste ano, discussões sobre a produção e o uso do biogás como fonte de energia, a mitigação das barreiras existentes e o potencial de desenvolvimento desse setor na região Sul foram tratadas em seis mesas-redondas, cinco apresentações de cases e duas visitas técnicas a granjas produtoras de biogás com dejetos de suínos e de vacas leiteiras e à Unidade de Demonstração de Produção de Biometano da Itaipu. Na palestra de abertura, o diretor de Planejamento da Associação Europeia de Biogás (EBA), Bruno Deremince, apresentou o panorama europeu do setor.

O evento também foi palco do lançamento do projeto “Aplicações de biogás na agroindústria brasileira”, com recursos do Fundo Global do Meio Ambiente (Global Environment Facility, GEF, sigla original em inglês) e investimento de US$ 7 milhões (cerca de R$ 25 milhões) em ações para incentivar e fortalecer o uso do biogás no Brasil, com foco nos três estados da Região Sul. Outro lançamento foi o do livro ‘Energias renováveis na área rural da região do Sul do Brasil’, de autoria de Carlos Antônio Ferraro Biasi, da FAO; Leidiane Ferronato Mariani e João Carlos Christmann Zank, do CIBiogás; e Abner Geraldo Picinatto, do Sead/SGAER/Governo Federal do Brasil.

Debate de encerramento

Como fechamento dos trabalhos da edição de 2018, o Fórum Sul Brasileiro de Biogás e Biometano reuniu os moderadores das mesas-redondas Rodrigo Régis de Almeida Galvão, diretor presidente do Centro Internacional de Energias Renováveis-Biogás (CIBiogás); Monroe Olsen, da Marius Bertoldi Advogados; Felipe Marques, do CIBiogás; Tiago Cassol Severo, representando o Arranjo Produtivo Local Metalmecânico e Automotivo da Serra Gaúcha (APLMMeA) e a Universidade de Caxias do Sul (UCS); Carlos Biasi, da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) e Rafael Gonzalez, do CIBiogás; e mediação do gerente de Operações do Instituto SENAI de Tecnologia em Petróleo, Gás e Energia e coordenador geral do Fórum, Clóvis Leopoldo Reichert. O debate promoveu uma avaliação final e também possibilitou aos participantes apresentarem proposições de encaminhamentos para o avanço do setor de biogás e biometano e para a realização do Fórum 2019.


Realização do Fórum

A realização do Fórum Sul Brasileiro de Biogás e Biometano foi do Arranjo Produtivo Local Metalmecânico e Automotivo da Serra Gaúcha (APLMMeA), do Centro Internacional de Energias Renováveis–Biogás (CIBiogás), do Instituto SENAI de Tecnologia em Petróleo, Gás e Energia (IST PGE) e da Universidade de Caxias do Sul (UCS).

O evento contou com o patrocínio da Itaipu Binacional, Caixa, BRDE, Sebigás/Cótica, Infineum e Sulgás, e os apoiadores Abiogás, ANP, Embrapa, Fiergs, GEF, FAEP, Ocergs Sescoop/RS, ONUDI, PTI, Sanepar, SCGás, Iguassu Convention & Visitors Bureau.

(Assessoria)

Leia mais ...
Assinar este feed RSS
 
Centro Internacional de Hidroinformática | Parque Tecnológico Itaipu   Mantenedores   Desenvolvido por:
Av. Presidente Neves, 6731 | CEP 85.867-900
Foz do Iguaçu | Paraná | Brasil
+55 45 3576-7038
   
  • Todos os Direitos Reservados