Portuguese English Spanish
Entrar

Entrar

Faça seu login
ou use sua conta
Lembrar-me

Create an account

Campos marcados com * são obrigatórios
Nome (*)
Nome de usuário (*)
Senha (*)
Confirmação de senha (*)
Email (*)
Confirmação de email (*)
BUSCA
Web Rádio Água

Web Rádio Água

URL do site:

PTI realiza entrega Plano de Saneamento Básico de São Pedro do Iguaçu

O Parque Tecnológico Itaipu (PTI) realizou a entrega do Plano Municipal de Saneamento Básico (PSMB) do município de São Pedro do Iguaçu, no oeste do Paraná. A iniciativa atende a Lei 11.445/2007, que estabelece as diretrizes nacionais para o saneamento básico e para a política federal de saneamento básico. O Plano aborda três eixos: drenagem e manejo das águas pluviais urbanas, abastecimento de água e esgotamento sanitário. A questão dos resíduos sólidos será trabalhada através do consórcio CIDERSOP.

A elaboração do documento contou com etapas de visitas técnicas à Prefeitura e a campo. Além disso, a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) colaborou com dados para geração de informações. A assistente técnica do PTI, Valquíria Oliveira de Castro, destacou a importância da parceria entre instituições para a composição do PSMB:

“Isso é fundamental. O trabalho acaba sendo melhor executado, o município acaba tendo uma informação mais concreta, mais efetiva, até pra gente conhecer bem a realidade do município. Os Planos eles têm uma previsão de curto, médio e longo prazo. Eles são feito para um horizonte de vinte anos. Então tendo essas informações mais corretas, com mais pessoas envolvidas contribuindo pra que a gente consiga levantar essas informações é fundamental”.

Com pouco mais de 6 mil habitantes, São Pedro do Iguaçu estava entre as cidades brasileiras com dificuldades na elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico, uma realidade comum entre os municípios de pequeno porte. Assim que implantado, o PMSB passa a ser a referência de desenvolvimento do município:

“Um dos benefícios que a revisão dos Planos traz aos municípios, é poder captar recursos federais e até mesmo da FUNASA que estão disponíveis para os municípios. São Pedro é um município pequeno então ele se enquadra naqueles municípios com menos de 50 mil habitantes e têm recursos disponíveis da FUNASA ara diversos projetos no município. Tanto projetos de saneamento, saúde… Então, diversos projetos que tendo esse Plano atualizado e com essa previsão de investimento, com essa previsão de gastos, você consegue captar esse recurso e trazer para o município. Pro município é um ganho maravilho e para população nem se fala”.
Leia mais ...

CIBiogás lança novos cursos sobre energias renováveis

Estão abertas as inscrições para os novos cursos de ensino a distância ofertados pelo Centro Internacional de Energias Renováveis - Biogás (CIBiogás). Os alunos podem escolher entre os cursos de Fundamentos do Biogás, Operacionalização de biodigestores e Biogás para geração de energia elétrica. Com carga de 40 horas, os cursos têm tutoria especializada e duração média de quatro semanas. O lançamento oficial dos cursos foi feito durante o 30º Show Rural Coopavel em Cascavel/PR no estande da Itaipu Binacional.

Com o lançamento de dois novos cursos, o CIBiogás passa a oferecer três novos cursos, em diferentes níveis, para promover o conhecimento e o desenvolvimento das energias renováveis no Brasil, conforme explicou o diretor-presidente do CIBiogás, Rodrigo Regis de Almeida Galvão.

O CIBiogás tem como missão trabalhar no desenvolvimento e promoção da cadeia. Desenvolver essa cadeia na produção do biogás. Para isso a primeira etapa é ter pessoas capacitadas, é ter conhecimento.

No Fundamentos do Biogás, o curso aborda de maneira genérica os principais pontos e aspectos de produção do biogás. Isso vai dar uma visão pro aluno começar a entender melhor o que é o biogás e qual é a potencialidade dele. No Biogás para a Geração de Energia Elétrica, é um curso já avançado, para um aluno que já tem um conhecimento mais avançado, aprender novos conceitos de geração de energia elétrica a partir do biogás – tecnologias, direcionamento de sistemas, requisitos e modalidades de utilização. Então você tem um curso que é voltado para uma forma geral e outro para alunos que tem um conhecimento prévio, então um curso mais avançado para as pessoas aprofundarem seus conhecimentos e quem tem interesse de não só fazer em sua propriedade, mas também abrir uma empresa e prestar serviços com o biogás e energia elétrica, fica aí um curso interessante a ser feito.”

As aulas da primeira turma do O curso de Fundamentos do Biogás terão início no dia 19 de fevereiro, o custo é de R$ 490,00. Já o curso de Operacionalização de Biodigestores, custa R$ 590,00 e a previsão para nova turma é para 5 de março. Enquanto a formação Biogás para a Geração de Energia Elétrica inicia suas atividades atividades no dia 5 de março, a matrícula tem um custo de R$ 590,00.

No segundo semestre de 2018 o CIBiogás planeja lançar cinco novos cursos a distância sobre temas relacionados à biodigestão, florestas energéticas e viabilidade econômica de projetos de energia.


Serviço
Mais informações e inscrições: https://cibiogas.org/educacao
Leia mais ...

Simulador solar e empreendedorismo feminino estão entre os destaques do Show Rural 2018


Quem visitar o Show Rural Coopavel 2018 – que acontece entre os dias 5 e 9 de fevereiro, em Cascavel (PR) – poderá realizar uma consulta gratuita da quantidade de energia solar que é possível produzir em sua residência, propriedade rural ou empreendimento. A simulação utilizará como base os dados disponibilizados pelo Atlas de Energia Solar do Estado do Paraná, projeto que é resultado de uma parceria entre a Itaipu Binacional, Parque Tecnológico Itaipu, Universidade Federal Tecnológica do PR e Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

O Atlas tem como objetivo disponibilizar uma ferramenta de consulta e análise do potencial de irradiação solar e da geração de energia elétrica fotovoltaica no Estado, de forma a promover e disseminar o uso desta tecnologia em prol do desenvolvimento sustentável.

De acordo com o engenheiro ambiental do Parque Tecnológico Itaipu, Alisson Rodrigues, a consulta estará disponível todos os dias do evento – no estande da Itaipu Binacional – e os resultados serão disponibilizados em tempo real:








Outro destaque da programação fica por conta a produtora de leite paranaense, Marlene Kauit, que em meio a um cenário predominantemente masculino, vem desenvolvendo um trabalho excepcional no sítio de 46 hectares, herdado pela família, em Carambeí. Sua experiência de sucesso será compartilhada no dia 6, às 10 h.

O bate-papo com a agricultora e vencedora de diversos prêmios de empreendedorismo – entre eles o primeiro lugar estadual no Prêmio Mulher de Negócio e o segundo lugar nacional da mesma premiação –, será promovido por meio da equipe de Desenvolvimento Territorial do Parque Tecnológico Itaipu (PTI) e faz parte das atividades do Programa Oeste em Desenvolvimento (POD), que durante a semana de evento, desenvolverá uma série de palestras e apresentações.

A iniciativa, que conta com apoio CACIOPAR Mulher, faz parte das ações que já vem sendo realizadas com foco no empoderamento e com o objetivo de impulsionar o protagonismo e a liderança das mulheres da região oeste do Paraná.

De dona de casa a pecuarista premiada

Quando assumiu o negócio da família a situação era considerada crítica. Marlene, que até então era dona de casa, convenceu o marido a manter a produção leiteira. A partir daí, colocou a mão na massa. Estudou, montou um plano de trabalho, buscou assistência e financiamento para modernização das instalações.

Apesar da descrença inicial e até o preconceito dos funcionários que não aceitavam receber ordem de mulher, a pecuarista não só reverteu a situação como aumentou o rebanho de 60 animais para 200. Mais de 100 em lactação, quase todos da raça Jersey (uma das que mais produzem leite). A meta, é chegar a 140 animais em lactação.

Para se ter uma ideia, com apenas duas ordenhas, ela consegue produzir 2,2 mil litros de leite por dia. Muito acima da média dos pequenos produtores. O bom desempenho da propriedade garantiu a ela a admiração de outras agricultoras, além de várias premiações.







Desenvolvimento Sustentável

Outro destaque da programação do Show Rural Coopavel 2018 será a participação do ex-ministro de Infraestrutura e das Comunicações, Ozires Silva. Com o tema “Construindo capacidades em tecnologia e inovação”, ele ministrará uma palestra no dia 5 de fevereiro, às 15 horas. As inscrições gratuitas e limitadas podem ser realizadas pelo link webforms.pti.org.br/palestraoziressilva. Na mesma data serão apresentados o edital para cofinanciamento de projetos do ConectaDEL-Inovação e o Prêmio InovaOeste 2018.




O edital do ConectaDEL Inovação tem como objetivo a geração de capacidades dos atores locais para o fortalecimento da cooperação técnica, inovação e desenvolvimento territorial com a implementação de curso de formação, intercâmbio de experiências entre os atores participantes e o cofinanciamento de projetos selecionados.

Já na quinta-feira (08), será firmado acordo entre a Itaipu Binacional, instituições e empresas da região com a Câmara Técnica do Peixe, para desenvolver um programa de melhoramento genético da tilápia. Essa foi uma das demandas da cadeia mapeada pela câmara técnica.

Outro acordo será assinado com a Federação de Plantio Direto, para aplicação, no Oeste paranaense, do software do Índice de Qualidade Participativo do Sistema Plantio Direto (IQP). O plantio direto é uma prática de conservação do solo muito utilizada na região, onde mais de 90% dos produtores evitam o uso de máquinas para arar a terra. A ferramenta ajudará a avaliar a qualidade do plantio, melhorar as técnicas e corrigir problemas, aumentando a produtividade e a renda dos agricultores.

Leia mais ...
Assinar este feed RSS
 
Centro Internacional de Hidroinformática | Parque Tecnológico Itaipu   Mantenedores   Desenvolvido por:
Av. Presidente Neves, 6731 | CEP 85.867-900
Foz do Iguaçu | Paraná | Brasil
+55 45 3576-7038
   
  • Todos os Direitos Reservados