Portuguese English Spanish
Entrar

Entrar

Faça seu login
ou use sua conta
Lembrar-me

Create an account

Campos marcados com * são obrigatórios
Nome (*)
Nome de usuário (*)
Senha (*)
Confirmação de senha (*)
Email (*)
Confirmação de email (*)
BUSCA
Web Rádio Água

Web Rádio Água

URL do site:

Voluntários retiram 400 quilos de lixo do Rio Iguaçu

Cerca de 50 voluntários participaram da limpeza do Rio do Iguaçu, no Parque Nacional do Iguaçu, nesta terça-feira, 21 de novembro, em comemoração ao Dia do Rio, celebrado em 24 de novembro. Os voluntários recolheram 400 quilos de lixo em um raio de 30 km. Os principais materiais encontrados – vindos de diferentes cidades - foram embalagens plásticas, garrafas de vidro, utensílios domésticos, entre outros itens.

A iniciativa foi uma realização do Parque Nacional do Iguaçu, com a coordenação do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e, contou com o apoio das concessionárias do Parque, 9º Grupamento de Bombeiros de Foz do Iguaçu e Parque das Aves. A ação do Parque reforça a importância das áreas protegidas para a conservação dos recursos hídricos.

(Parque Nacional do Iguaçu)

Leia mais ...

Brasil lança candidatura para sediar Cop 25 e destaca participação da Itaipu

O ministro do Meio Ambiente, José Sarney Filho, defendeu o protagonismo da Itaipu Binacional durante a 23ª Conferência Mundial do Clima, a COP 23. A Itaipu é parceira da ONU Mudanças Climáticas (UNFCCC) na conferência. É a única hidrelétrica e única empresa latino-americana que está apresentando soluções para evitar, adaptar e construir resiliência para os efeitos das alterações no clima durante o evento.

“A Itaipu é um bom exemplo de que o Brasil tem casos concretos de que podemos lutar contra as mudanças climáticas. É uma grande geradora hidrelétrica que entende a questão hídrica e que é preciso que haja um equilíbrio ecológico para que seu negócio continue a existir”, afirmou o ministro que, recentemente, visitou Itaipu e defendeu a binacional como modelo para projetos hidrelétricos.

Ele lembrou também que o Brasil vive uma crise hídrica sem precedentes, que levanta muitas preocupações. “No Nordeste, as hidrelétricas já não estão funcionando por falta d’água. Talvez, se tivessem tido o cuidado e as precauções que a Itaipu está tendo, não teriam chegado a esse ponto”.

Sarney Filho também manifestou o interesse em replicar as práticas da Itaipu. “As boas práticas, os projetos e ações bem sucedidas (da Itaipu) podem ser replicadas em outras hidrelétricas e acredito que esse é um bom caminho”.

Em visita ao estande da Itaipu, localizado dentro do espaço da UNFCCC, Sarney Filho foi recebido pelo diretor financeiro executivo da Itaipu, Marcos Stamm, com quem conversou sobre as ações da Itaipu que motivaram a parceria e o reconhecimento da ONU Mudanças Climáticas.

O ministro também afirmou que o protagonismo da Itaipu contribui para a candidatura apresentada pelo Brasil para sediar a Conferência do Clima de 2019, a COP 25. A COP 24 será na Polônia e existe sinalização para o evento seguinte ser realizado na América do Sul.

A Itaipu é a maior geradora de energia limpa e renovável do planeta, tendo produzido 103,1 milhões de Megawatts-hora em 2016. A empresa preserva mais de 100 mil hectares de florestas ao redor de seu reservatório, que respondem pelo sequestro de mais de 5 milhões de toneladas de CO2/ano. A empresa também desenvolve uma série de projetos voltados ao desenvolvimento sustentável de seu território, que é eminentemente voltado à agropecuária, tais como a proteção e recuperação de microbacias hidrográficas, conservação de solos e geração de energia a partir de dejetos da pecuária e esgotos (biogás).

(AI/ITAIPU)

Leia mais ...

Mutirão com crianças e idosos faz limpeza nas margens da faixa de proteção

Fonte: Assessoria Itaipu/JIE
Fotos: JIE 

Cerca de 50 pessoas participaram, na última sexta-feira (10), de uma coleta de lixo às margens da faixa de proteção do reservatório de Itaipu, como uma das atividades do Programa Encontros e Caminhos, desenvolvido pela Itaipu, Conselho dos Municípios Lindeiros e prefeituras. A ação foi nos arredores do distrito e da prainha de Porto Mendes, em Marechal Cândido Rondon. O local fica na divisa entre Pato Bragado e Mercedes e é alvo de lançamento irregular de refugos.


Na sexta-feira, a quantidade de resíduos recolhidos foi suficiente para lotar a caçamba de um caminhão truck. Duas semanas antes Itaipu havia removido a parte "mais pesada" do entulho na mesma área, incluindo itens como pneus. Na ocasião, foram encontrados mais de dez quadros de bicicleta. “Esta ação de sexta foi para fazer a coleta mais ‘fina’. Aproveitamos para fazer um trabalho educativo com as crianças para conscientizá-las do impacto que cada depositário deixado lá pode ter na natureza. Falamos sobre o tempo de decomposição do plástico e como até pequenos recipientes podem se tornar criadouros de mosquito da dengue”, disse Edino Krug, da Divisão de Áreas Protegidas de Itaipu (MARP.CD).

Participaram da atividade alunos do 8º e 9º anos da Escola do Campo de Porto Mendes, integrantes do grupo de idosos “Saúde Nota 10” e representantes da Vigilância Sanitária, da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente de Marechal Cândido Rondon e da Itaipu Binacional.

Veja mais fotos do colega Edino Krug na ação:



Leia mais ...
Assinar este feed RSS
 
Centro Internacional de Hidroinformática | Parque Tecnológico Itaipu   Mantenedores   Desenvolvido por:
Av. Presidente Neves, 6731 | CEP 85.867-900
Foz do Iguaçu | Paraná | Brasil
+55 45 3576-7038
   
Termos de Compromisso  |  Política Privacidade  |  Creative Commons 2014 • Todos os Direitos Reservados